5 estratégias-chave para aforrar gás neste inverno

A guerra da Ucrânia afeta os mercados de energia de tal jeito, por que a Rússia, o principal fornecedor de gás da Europa até agora, está a ser substituída por outras alternativas mais caras. Mas o aumento dos preços dos combustíveis fósseis tem outras razoms estruturais mais profundas. Agora que temos o inverno no topo e diante esta situaçom, é completamente normal, que nos preocupemos principalmente em como aquecer a nossa casa ao menor custo possível. Neste posto, concentrar-nos-emos na tarefa mais mundana de poupar gás neste inverno nas casas, e nas 5 estratégias-chave para salvar, sem aprofundar outras causas que nos trouxeram aqui.

1- Taxa de gás no mercado regulamentado TUR

Ao escolher o mercado livre ou regulado com o TUR, é importante que o usuário conheça as características básicas de cada umha das tarifas. O mais importante é o preço. Se encontrarmos umha tarifa livre igual ou inferior à TUR, é mais recomendada; com uma taxa de mercado livre, o preço permanecerá estável durante a duraçom do contrato (12 meses), com a tarifa TUR o preço é atualizado cada 3 meses. Os usuários do mercado regulado do gás vam notar variaçoms na sua conta em janeiro, abril, julho e outubro. Ao contrário das tarifas de eletricidade (ver Poupança na fatura da eletricidade), atualmente as taxas TUR representam uma poupança mais do que significativa (cerca de 50%) em relação ao mercado livre, para poupar gás neste inverno.
O Governo limitou o aumento do preço do TUR a 15% a cada revisom (a cada 3 meses). Também reduz o IVA do gás para 5% até dezembro de 2022.

Conselhos domésticos para aforrar energia nas casas. TN Migdia TV3

Tarifa de último recurso (TUR)

A Tarifa de Último Recurso (TUR) do gás natural é umha tarifa de mercado regulada do gás, e os seus preços som fixados polo Governo. Trata-se dumha tarifa de gás destinada a proteger os pequenos consumidores, umha vez que é regulada polo Ministério da Indústria e pola Comissom Nacional de Mercados e Concorrência (CNMC). A única exigência para poder contrair a tarifa regulamentada do gás nom é consumir mais de 50.000 kWh por ano, um valor moi distante do consumo médio anual de clientes domésticos. e tem três tarifas de acesso diferentes. De acordo com a resoluçom publicada no BOE, os preços a partir do 1 de outubro som os seguintes:

Tarifas ConsumosTermo fixo €/mêsTermo variável €/kWh
TUR.1Consumos atá 5.000 kWh/ano5,030,06355463
TUR.2Consumo entre 5.000 e 15.000 kWh/ano9,520,06069581
TUR.3Consumo entre 15.000 e 50.000 kWh/ano20,540,05852538
TUR.1: Lares com gás natural para cozinhar ou aquecer TUR.2 Lares com água gás natural para cozinhar ou aquecer água, e que também têm aquecimento. Resoluçom de 24 de junho de 2021, da Direçom Geral da Energia e Minas, que publica a taxa de último recurso do gás natural.

A tarifa TUR só é oferecida por comercializadoras de referência, ainda que nom todas tenham um abastecimento de gás natural. O preço é o mesmo para todos os comerciantes de referência, e é atualizado de acordo com o custo do gás natural em subastaçom de mercado e publicado no BOE. Qualquer consumidor pode contratar a Tarifa de Último Recurso de gás natural, se assim o deseja. Só tens de contactar um das quatro Comercializadoras de Referência que o oferecem:

Comercializadoras de referência com TURConsultaContacto
Cor Base (Total Energies)900 902 947atcliente@basercor.es
Energia XXI (Endesa)800 760 333atencionalcliente_exxi@energiaxxi.com
Gas & Power (Naturgy)900 100 502cliente@comercializadoraregulada.es
Curenergy (Iberdrola)900 100 309clientes@curenergia.es
A tarifa TUR é a tarifa regulada do gás natural. Ao contrário da tarifa regulada da eletricidade, apenas quatro comercializadoras de referência podem oferecer esta tarifa aos consumidores no mercado regulamentado

Bónus Sociai Térmico

Entre os clientes que queiram aproveitar os subsídios do Bonus Social Térmico, podem surgir dúvidas sobre se deveriam ter contraído umha tarifa TUR. A resposta é nom, umha vez que o Bonus Social Térmico é automaticamente concedido a todos os consumidores vulneráveis que som beneficiários do Bonus Social Elétrico,independentemente de ter contraído umha tarifa de gás do mercado regulado ou do mercado livre.

2- Manutençom

Todos os edifícios plurifamiliares e unifamiliares entre paredes medianeiras, com mais de 45 anos, devem passar pola inspeçom técnica dos edifícios ITE. Esta inspeçom é um sistema de controlo periódico que visa verificar o estado de conservaçom do imóvel e possíveis deficiências construtivas ou funcionais, bem como propostas técnicas para melhorar as condiçoms de acessibilidade. Manutençom e controlo ao longo da sua vida e ao longo do tempo intervençoms de reabilitaçom. Bem como as suas instalaçoms, implementando energias renováveis com autoconsumo.

Consulte o seu arquiteto técnico chefe com conhecimento do edifício para orientar as operações a realizar em todos os momentos, para economizar gás neste inverno, garantir uma manutenção adequada e reabilitação energética. É essencial ter o livro de construçom gerir a manutençom do edifício, para todos os edifícios residenciais construídos na Catalunha após 7 de abril de 1993 e para todos os edifícios existentes com mais de 45 anos, desde o momento em que passaram pola Inspeçom Técnica do Edifício.

Caldeiras

De acordo com os regulamentos europeus de conceçom biológica, a partir de 26 de setembro de 2015, é proibido o fabrico de caldeiras que nom sejam de condensaçom. A condensaçom proporciona aforros na fatura do gás atá ao 30% sobre umha caldeira tradicional, mas pode ser de cerca de 40% se é combinada com radiadores de baixa temperatura. É necessário realizar umha manutençom periódica pra um bom desempenho e aforro de energia. O proprietário da caldeira é responsável da sua revisom dentro do período. A revisom pode ser feita por qualquer profissional autorizado, seja da marca da caldeira ou dum técnico independente.

Caldeira de condensaçom
Caldeira convencional / Caldeira de condensaçom

A revisom da caldeira é regulada polo Regulamento de Instalaçoms Térmicas em Edifícios (RITE) que indica que o usuário deve verificar a sua caldeira a gás acada dous anos. Se forem caldeiras a gasóleo, devem ser verificadas todos os anos.

No caso dos esquentadores de auga, esta revisom obrigatória deve ser efetuada cada 5 anos. As caldeiras com umha potência superior < (70kW) devem ser verificadas todos os anos, e em caso de ter um aquecedor atá 24,4 kW (11 litros), a revisom deve ser efetuada de cinco em cinco anos. As caldeiras comunitárias som verificadas todos os meses.

Inspeçom de Instalaçom

A empresa de distribuiçom de gás é responsável de comunicar a necessidade de efetuar esta revisom ao usuário. Fará-lo-á três meses antes do prazo estabelecido por lei. A inspeçom periódica da instalaçom de gás da vivenda deve ser realizada de 5 em 5 anos, 4 anos no País Basco,e tem um custo de aproximadamente 50,00€. Nom inclua quotas ou serviços de manutençom, é aforrar na fatura de gás e no seu orçamento doméstico. O usuário pode efetuar a revisom com qualquer empresa ou profissional autorizado. A lei exige que o custo da inspeçom, independentemente de quem a executa, seja sempre pago na fatura ordinária do gás, umha vez que som os distribuidores, (nom confundir com as comercializadoras), que têm o monopólio da gestom. No caso Catalám, Nedgia Catalunya, do grupo Naturgy, antiga Gas Natural Catalunya.

Baixa a temperatura da caldeira

Por cada 5ºC que baixemos, aforraremos um 5% da energia. Normalmente as caldeiras funcionan a 70-80 ºC,e podemos reduzir a temperatura a 45ºC para AQS e 55ºC para aquecimento. Desta forma, quando abrirmos as torneiras pra água quente, abriremos-las no lado esquerdo, e nom no meio como antes, evitando misturar água fria para atingir a mesma temperatura que agora, com os aforros que isto implica. Deixar sempre pechado ao direito-frio, pra nom abrir a água quente, se nom é realmente necessário.

Purga a instalaçom

Purga de radiador para aforrar na fatura de gás

No início da temporada fria, antes de iniciar o aquecimento. O circuito deve estar parado, pra que o ar permaneça na parte superior do radiador. Quando um radiador nom aquece bem, o termóstato nom salta, mas a caldeira continua a funcionar porque nom atinge a temperatura programada, com o gasto energético que isso implica.

Començar sempre com os radiadores mais próximos a caldeira. Umha vez purgado, verifique a pressom da caldeira. Deve estar entre 1-2 bares, se nom, abrir a chave de passo da caldeira, suavemente para encher o circuito, atá atingir a pressom adequada.

3- Melhorias nas instalaçoms térmicas

A eletricidade que consumimos em casa é o resultado da transformaçom de algum outro tipo de energia (química, mecânica, térmica…) em energia útil. A produçom de 1 Kwh de eletricidade gera 3 vezes mais emissoms do que o gás natural, e incorpora muito mais energia primária a ser gerada. Primeira conclusom: A eletricidade deve ser evitada como a energia final para a produçom de energia térmica (AQS, aquecimento).

A utilizaçom de energia elétrica para aquecer por bomba de calor é ótima nos sistemas de ar/água. O desempenho de tais instalaçoms está na ordem dos 400%. O maior problema é que, com baixas temperaturas externas, o seu desempenho baixa, tornando necessário sobredimensionar o equipamento. Nas instalaçoms normais dos radiadores nom mostram todo o seu potencial, no entanto, em instalaçoms de baixa temperatura, som mais recomendados.

Sistema híbrido

A hibridaçom consiste na combinaçom de duas fontes ou duas tecnologias energéticas diferentes (sequencialmente ou simultaneamente) de forma a atingir o mais alto nível de eficiência: Energia Solar + Caldeira De Condensaçom. O sistema solar híbrido combinado com a caldeira de condensaçom é a aplicaçom mais interessante em edifícios para a produçom de AQS. A caldeira entra em funcionamento quando o sistema termo-solar nom é suficiente. A resposta é rápida e permite o funcionamento modular.

Fogom a gás e calor residual

Fogom a gás

As cozinhas mais eficientes som aquelas que trabalham com gás,é moito mais eficiente para produzir calor com gás do que é com eletricidade. Produzem também as menos emissoms, cerca de 200 gramas de CO2 por kWh,em comparaçom com os 450 gramas produzidos pola placa vitrocerâmica e os 360 gramas das placas de induçom. Abrir o forno enquanto cozinha algo consome quase um 20% de energia porque o calor produzido escapa.

A utilizaçom de panelas de pressom aforra um 50% no abastecimento de gás natural. Tentar aproveitar o calor residual durante a cozedura ajuda a aforrar. Lembre-se que para reduzir o consumo e as emissões numa panela de gás é essencial manter os queimadores limpos e eliminar todos os resíduos, de modo a poupar gás neste inverno.

Chaves de AQS pra lavadora e lava-louça

Se tivermos de fazer alteraçoms na instalaçom da água, prevemos entradas de água quente para além do frio, para aparelhos bitérmais (equipados com ligaçoms de água fria e quente). Os aparelhos bi-térmicos levam água fria diretamente da rede, ou água quente da caldeira da casa. Assim, ao nom aquecer a água e recebê-la diretamente da rede AQS, para além de reduzir o tempo de lavagem, representam uma poupança de energia entre 20% e 50%, em comparaçom com as máquinas de lavar tradicionais e as máquinas de lava-louça.

A utilizaçom de eletricidade para gerar calor é menos eficiente do que a utilizaçom de combustíveis comuns em caldeiras e aquecedores. Desta forma, as emissoms de CO2 e o consumo doméstico de energia som reduzidos, o que permite contrair umha energia elétrica mais baixa. A energia térmica fornecida pelo gás natural nom oferece qualquer limitaçom de utilizaçom por energia exigida.

Aerizadores

Aerizadores em torneiras

Som elementos dispersores que misturam ar com água, dependendo da pressom e reduzindo o consumo de água e, consequentemente, a energia necessária para obter água quente. Todos os aforros de água quente som aforros na fatura de gás. Normalmente, as bilhas provem caudais de 14-17 l/min. Com os aerizadores podem limitá-lo a 4-6 l/min. Com pressoms de 2,5 Kg / m3 pode aforrar um 50% e com 3,00 Kg / m3 ou mais, um 70%.

Temperatura constante e moderada

É aconselhável manter o aquecimento entre 18 e 21 °C durante o dia, o suficiente para estar confortável e nom gastar excessivamente. Tenha em mente que cada grau de mais aumenta os seus gastos em cerca dum 8%, aproximadamente. A sensaçom térmica é a perceçom do calor ou do frio dumha persoa. Assim, numha estadia a 18ºC podemos ter umha sensaçom de frio ou calor dependendo se há radiaçom solar direta, isto é, se as paredes estam isoladas ou nom. A temperatura da superfície das paredes é moi importante na sensaçom de confort.

Válvulas termostáticas

Válvula termostática, para aforrar na fatura do gás

Se nom temos superfícies quentes que irradiam calor para o corpo, teremos de elevar a temperatura do ar de 18ºC para 21ºC, com um aumento do gasto energético dum 15-20% para alcançar a mesma sensaçom de confort térmico. Isto geralmente acontece, se nom temos um recinto térmico adequado. Válvulas termostáticas nos radiadores,ajudam-nos a regular a temperatura compartimentalmente em cada quarto, sem ter de aquecer áreas sem tanto uso.

Radiadores em pontos frios

Qualquer emissor de aquecimento ou radiador, deve colocar-se nos pontos mais frios, geralmente debaixo das fiestras, desta forma com a diferença de temperatura, é criada umha corrente de ar, aumentando o calor cedido por convecçom. Aeficiência energética dum radiador mal localizado dentro dumha casa pode-se reduzir num 30%. Este tamanho tamém ajuda a evitar condensaçoms, devido ao aquecimento da parede interior, nos pontos mais sensíveis, nas fiestras e nas pontes térmicas do perímetro.

Obviamente evitar qualquer elemento que poda interromper a convecçom e a radiaçom do emissor, quanto mais colocar a roupa para aquecer. Podemos adicionar umha folha de refletor de radiador,para aproveitar a radiaçom de calor na parede de suporte. Nom ventilar a casa por mais de dez minutos. Com 5-7 minutos é o suficiente para arejar a casa. Claro que, entretanto, não tem o aquecimento ligado, porque será uma despesa inútil, para poupar gasolina neste inverno.

Termóstato programável

Baixa a temperatura se sales de casa. Se fosse por um curto período de algumhas horas, baixe-o para cerca de 15 °C, mas se é um dia ou mais, aconselha-se desconectá-lo. Desconetar o aquecimento, baixe as persianas, e peche as cortinas quando o sol se pom no inverno, para evitar fugas de calor na sua casa à noite. Na cama, podes dormir perfeitamente se já tés a casa aquecida, cobrindo-se na cama com edredons ou cobertores grossos. Durante o dia fazer o oposto, levantar as persianas e abrir as cortinas ao máximo que podas para que os raios do sol aqueçam a casa. É por isso que pode ser útil instalar um termóstato programável que o ajuda a gerir automaticamente a temperatura e os tempos.

4- Melhorias no envelope térmico

A alteraçom regulamentaria devido à necessidade de reduzir as emissoms de CO2 e ao aumento dos preços da energia revelou as deficiências do parque habitacional existente. Os gastos das faturas, num cenário de esgotamento de combustíveis fósseis têm aumentado, e a crise econômica que atenua o poder de compra das persoas para cobrir essas despesas, o agrava. Influenciam também a evoluçom dos padroms de conforto higro-térmico que fazem com que um edifício existente necessite de ajustes e modificaçoms, para adaptar às novas necessidades energéticas, sempre maiores do que as prevalecentes durante o período em que foram desenhadas.

No início, devemos ter em mente que o principal gasto de energia em umha casa é a calefaçom. Portanto, o primeiro fator para melhorar a eficiência energética é aenvolvente termica do edifício. Considera-se que, para manter as condiçoms adequadas de ar condicionado para a saúde, a temperatura adequada é de 18-21 ºC no inverno e de 25 ºC no veram, de acordo com os critérios da Organizaçom Mundial de Saúde.

Crise energética de 1973

Todos os edifícios construídos antes do 1981 nom tenhem nengum sistema de isolamento térmico nos seus fechamentos. Com base na norma básica sobre as condiçoms térmicas nos edifícios em Espanha NBE-CT-79, som tomadas as primeiras medidas para alcançar uma reduçom do consumo de energia, derivada da crise energética de 1973.

Para reduzir a transmitância térmica na envolvente do edifício, a melhor soluçom é facultar de material isolante os fechamentos das fachadas e a melhoria da carpintaria nos fechamentos viáveis ou fiestras Estas soluçoms requerem intervençoms mais amplas, mas aqui incluiremos as mais imediatas e de custo mais baixo. Na imagem termográfica, podemos ver os pontos em vermelho, onde a fachada perde mais energia, coincidindo com as pontes térmicas causadas polas caixas de persianas.

Isolamento da caixa de persiana

para reduzir a ponte térmica mais importante, existente nas fachadas dos edifícios, com caixas de persianas incluídas na parede de fecho. Com uma placa de persiterm baseada em EPS devidamente disposta no vácuo da caixa, vamos melhorar consideravelmente o comportamento da ponte térmica, com uma reduçom considerável no consumo de aquecimento. Pode ser complementado por espuma de poliuretano insuportável no espaço entre o ferro e a caixa, dependendo do arranjo do cego. Podemos aperfeiçoá-lo com a instalação de um assento isolante, para isolar a passagem de infiltrações de ar através deste mecanismo, vindo da caixa cega.

Isolamento de vidros de janela

Se não tivermos um sistema climatizante, podemos sempre melhorar a transmissão do vidro, simulando um vidro duplo com o arranjo de uma película de plástico, cobertura térmica, aplicada para reduzir o fluxo de calor através de radiação e convecção. Ligado à moldura da janela, prende um air bag entre o vidro e a película, imitando um sistema de vidro duplo com um espaço isolante de ar calmo. A condutividade térmica do aire é de 0,024 W/m/K e moito menor que a do vidro de 0,96 W/m/K.

Isolamento das articulações em carpintaria

Com espuma ou acabamentos de borracha com diferentes secções, dependendo do arranjo e da frescura das articulações, aplicados em todo o perímetro das janelas, evitando a entrada de ar e frio ou calor dependendo da época do ano, para poupar gás neste inverno. Nom esqueçamos as juntas das portas ou o limiar da porta de entrada, com a aplicaçom dum vedante específico para esta funçom tesamoll baixo-portas

Temperaturas superficiais

Um aspecto moi importante é o sensaçom térmico, por a percepçom do calor e o frio dumha persoa, Temos de ter em conta, em partes iguais, a contribuiçom da temperatura do ar, como a temperatura das superfícies de radiaçom. Assim, numha sala a 18ºC podemos ter uma sensaçom de frio ou calor dependendo se há radiaçom direta do sol, ou se as paredes estam isoladas ou nom. É moi importante reduzir a temperatura superficial das paredes devido à sensaçom de conforto e estratégias passivas em geral para a eficiência energética dum edifício. Estas estratégias passivas som as medidas estrela das açoms no envelope térmico.

Aqui, como estratégia de baixo custo, se nom temos isoladas as paredes da fachada em contato com o exterior, poderíamos colocar cortinas grossas, para melhorar a sensaçom de conforto. Álguns tapetes no cham tamém fariam a mesma funçom. Caso de no dispor de superfícies quentes que irradiam calor para o corpo, teremos de elevar a temperatura do ar de 18ºC para 21ºC, com um aumento do gasto energético de 15-20% para conseguir a mesma sensaçom de conforto.

Humidade relativa

Também varia a sensaçom de conforto para a mesma temperatura. Em altas temperaturas, a baixa humidade relativa do aire evapora o suor, que quando muda de estado físico absorve o calor do corpo, causando uma sensaçom de frescura. Polo contrário, se a humidade é moi alta, aumenta a sensaçom térmica, quente ou fria. Para uma boa sensaçom térmica, a taxa de humidade deve estar entre 35 e 60%. Em relaçom a este ponto, evitaremos aumentar a humidade, estendendo sempre a roupa ao aire livre.

Captura direta de radiaçom solar

As fiestras som um elemento através do qual capturamos o incidente da radiaçom solar e som moi importantes para açoms na envolvente térmica. Para aproveitar essa energia do sol durante o dia, precisamos abrir as fiestras orientadas para o sul e ter luz solar direta, desde que as condiçoms das correntes de aire sejam favoráveis ​​à captura de calor.

A acumulaçom de calor em materiais de construçom no edifício depende das qualidades térmicas e físicas destes materiais. Se tenhem mais capacidade para acumular energia, é porque tenhem mais inércia térmica. No veram, quando as temperaturas som altas, o que queremos é evitar esta acumulaçom, e que a radiaçom solar nom chegue ao interior da casa. Usamos toldos para criar sombra, ou se nom temos este elemento, pechamos as persianas.

5- Auxílios e subvençoms

Os edifícios necessitam de manutençom e control ao longo da sua vida e, com o tempo, realizar operaçoms de reabilitaçom. Moitos edifícios também exigem uma atualizaçom em termos da sua qualidade ambiental, e poupança de energia, melhorando a transmissom térmica do seu envelope e o conforto do usuário. Consulte o seu arquiteto técnico principal com conhecimento do edifício para orientar as operaçoms a realizar em todos os momentos, garantir a sua correta manutençom e a sustentabilidade do projeto, aproveitando as ajudas #NextGeneration para à reabilitaçom energética:


Programa 3 de subvençoms para açoms de reabilitaçom na área do edifício

Programa 4 de subvençoms para açoms destinadas a melhorar a eficiência energética nas casas

Programa 5 de subvençoms para a elaboraçom do Livro do edifício existente para a reabilitaçom e elaboraçom de projetos de reabilitaçom

Publicaçom disponível em: Galego-Português Català Castellano Euskara

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.